Avaliação da flexibilidade com goniômetro ou flexímetro

Flexibilidade com Goniometria ou Fleximetria?

Existe uma quantidade significativa de métodos para mensurar a flexibilidade de um indivíduo. Um dos mais simples, é o teste de sentar e alcançar.

Este teste avalia a flexibilidade da cadeia muscular posterior do indivíduo, com o instrumento banco de wells. O resultado desse teste é expresso em centímetros, e diz respeito a distância que o indivíduo alcança em uma flexão de tronco, sentado, com os joelhos estendidos.

Mas, e quando precisamos mensurar a flexibilidade de outras regiões do corpo, como poderíamos proceder?

Nesse artigo vamos te apresentar dois instrumentos de medida para avaliação da flexibilidade!

Amplitude de movimeto – ADM

A amplitude do movimento (ADM), é o arco de movimento que uma articulação consegue realizar. Essa amplitude pode ser afetada por vários fatores.

Quanto mais velhos, menos flexíveis tendemos a ficar. Mulheres, de forma geral, apresentam mais flexibilidades que os homens.

É determinante para a ADM também, o desenho ósseo de cada articulação. Assim como as condições de suas capsulas articulares, tendões e ligamentos.

Extensão do cotovelo limitado pelo desenho anatômico do úmero e da ulna.

Por último, a variável que é mais maleável que as demais, a condição muscular do indivíduo. É muito comum haver encurtamentos e desiquilíbrios musculares devido a condições de trabalho e treinamento por exemplo.

Mensurando a ADM

Podemos mensurar a ADM de forma quantitativa ou qualitativa.

Para a forma qualitativa, temos o exemplo do flexiteste. Um protocolo no qual o individuo executa alguns movimentos e estes são qualificados de acordo com percepção do avaliador.

A forma quantitativa de avaliar a ADM é através da mensuração dos graus de amplitude que determinada articulação se move.

E para isto, utiliza-se comumente duas ferramentas: o goniômetro e o flexímetro.

Goniômetro

Este aparelho é composto por duas hastes, uma fixa e outra móvel. Em uma das extremidades, as hastes são unidas, ponto chamado de eixo do aparelho.

Cada haste do goniômetro deve ser ligada a uma parte proximal e uma distal de determinada articulação. O eixo do goniômetro, deve ser posicionado no eixo articular aproximado da articulação avaliada.

Para medir a amplitude de movimento de flexão e extensão de cotovelo, por exemplo, a haste fixa é fixada no braço – a parte proximal, e a parte móvel é fixada no antebraço – a parte distal. O eixo, por sua vez, é posicionado no epicôndilo lateral do úmero.

Utilização do goniômetro

Dessa forma o ângulo é mensurado com a haste móvel acompanhando o movimento.

A grande vantagem de utilizar o goniômetro é o seu custo, menor que do flexímetro.

Porém, sua aplicação deve ser realizada por um profissional qualificado, que tenha domínio sobre o protocolo.

Desta forma, o goniômetro acaba sendo não aplicável em consultorias online, na maior parte dos casos.

Flexímetro

O flexímetro pendular é chamado desta forma pois mensura os ângulos de movimento através de um pendulo gravitacional, ou seja, através da ação da gravidade.

O aparelho consiste em um circulo de aproximadamente 10cm de diâmetro. Deste, é visualizado uma escala angular que varia de 1 a 360 graus. A partir desse objeto central, saem alças que serão fixadas em determinado ponto do avaliado para avaliação.

Utilização do flexímetro

Para mensurar a flexão ou extensão do cotovelo nesse caso, seria fixado o flexímetro na parte distal da articulação (antebraço). E a partir daí, o avaliado realizaria o movimento de flexão ou extensão, e seria contabilizado a ADM em graus.

A grande vantagem do flexímetro é seu protocolo, mais ágil, menos rígido, e pode ser aplicado por alguém com menos conhecimento técnico.

Não haveria problemas em fixar o aparelho mais proximal ou mais distalmente no antebraço, por exemplo. O que facilitaria na hora da mensuração na consultoria online, desde que realizada a miníma instrução para o cliente.


Você já avalia a flexibilidade do seu cliente?

Então comece agora mesmo, com a plataforma Eksy!

Além de protocolos para flexibilidade, você vai encontrar diversos outros testes para força, resistência, agilidade e mais!